A minha religião – RDAI

Muitas pessoas me perguntam qual é a minha religião, e a minha resposta é: RDAI, e mais perguntas começam a surgir, onde fica esse igreja? Nunca ouvi falar nessa religião!

aaaa

Simples, RDAI significa, Reconexão e Despertar do amor incondicional, é a religião que criei para mim, é o que aprendi através dos ensinamentos do mestre Jesus e me tornei “autodidata inspirada” no estudo bíblico, pois eu sempre questionei a interpretação humana, e sempre questionei se eu estava interpretando corretamente a bíblia, foi em um momento de oração e silêncio que pedi a Deus que me orientasse na leitura do livro sagrado, que eu pudesse ler com o Seus olhos e sabedoria e não com os meus, e durante minhas leituras descobri que Deus sempre quer mostrar que estamos aqui para nos reconectar com o divino que existe dentro de nós, para despertar o amor incondicional do qual fomos feitos, mas com direito ao livre-arbítrio de aceitar essa condição.

E durante minhas procuras nos meus aprendizados, além da bíblia descobri por amantes de Deus e seus ensinamentos riquezas de informações e muitos exemplo de amor incondicional e formas de despertar…

Nessa caminhada eu encontrei muitos mestres, começando pelo mestre Jesus de Nazaré do qual faço dos seus ensinamentos os meus passos, são ensinamentos que vem do silêncio por onde busco todos os dias gotas de sabedoria e compreensão ao ler o livro sagrado, peço sempre que Deus me ilumine na compreensão de cada palavra, pois nunca quis aprender pela compreensão do homem sobre algo que foi inspirado por Deus, e posteriormente outros mestres me ajudaram na caminhada também, e um deles chamado Paramahansa Yogananda mostrou que seu amor à Deus era algo especial, para quem não conhece recomendo que leia alguns de seus livros… garanto que irão se apaixonar pela riqueza de sabedoria em suas palavras e aprendizados.

Por isso, respeito todas religiões, e todas opiniões, pois aprendi que existe verdade em tudo, a verdade que cada um escolhe como sua, pois todos temos o livre-arbítrio de escolher o caminho do despertar, não temos que nos preocupar com as escolhas do outro, e sim com as nossas, são elas que nos farão o que somos… como dizia Yogananda: “Não é pela concentração em dogmas que poderemos alcançar Deus e sim pelo verdadeiro conhecimento da alma… Para mim, não existem judeus, cristãos ou hindus; todos são meus irmãos. Eu presto adoração em qualquer templo, pois todos foram construídos em honra de meu Pai.”

A tolerância religiosa e o respeito pelas escolhas é algo muito importante e que está faltando no mundo, pois, Deus enviou o seu Filho ao mundo não para condenar o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por meio dele, e agora quem somos nós para julgar? Se cada um procurar seu próprio despertar, suas ações serão exemplos, que ajudará outros a despertem também…

Jesus é a única religião que existe, pois, através dele, de sua morte na cruz e ressurreição, temos livre acesso a Deus. Jesus é a ponte.

E para finalizar deixo para vocês uma linda oração xamã, que fala muito sobre o que conversamos hoje aqui nesse post…

sunriseprayer2

LINDA ORAÇÃO XAMÃ

Levante com o Sol para orar.
Ore sozinho. Ore com frequência.
O Grande Espírito o escutará, se você ao menos falar.
Seja tolerante com aqueles que estão perdidos no caminho.
A ignorância, o convencimento, a raiva, o ciúme e a avareza,
originam-se de uma alma perdida.
Ore para que eles encontrem o caminho do Grande Espírito.
Procure conhecer-se por si mesmo.
Não permita que outros façam seu caminho por você.
É sua a estrada, e somente sua.
Outros podem andar ao seu lado,
mas ninguém pode andar por você.
Trate os convidados em seu lar com muita consideração.
Sirva-os o melhor alimento, a melhor cama
e trate-os com respeito e honra.
Não tome o que não é seu.
Seja de uma pessoa, da comunidade,
da Natureza ou da cultura.
Se não lhe foi dado, não é seu.
Respeite todas as coisas que foram colocadas sobre a Terra.
Sejam elas pessoas, plantas ou animais.
Respeite os pensamentos, desejos e palavras das pessoas.
Nunca interrompa os outros
nem ridicularize, nem rudemente os imite.
Permita a cada pessoa o direito da expressão pessoal.
Nunca fale dos outros de uma maneira má.
A energia negativa que você colocar para fora,
no Universo,
voltará multiplicada para você.
Todas as pessoas cometem erros.
E todos os erros podem ser perdoados.
Pensamentos maus causam doenças
da mente, do corpo e do espírito.
Pratique o otimismo.
A Natureza não é para nós, ela é uma parte de nós.
Toda a Natureza faz parte da nossa família terrenal.
As crianças são as sementes do nosso futuro.
Plante amor no seu coração e o ágüe
com sabedoria e lições da vida.
Quando forem crescidos,
dê-lhes espaço para que continuem a crescer.
Evite machucar o coração das pessoas.
O veneno da dor causada a outros, retornará a você.
Seja sincero e verdadeiro em todas as situações.
A honestidade é o grande teste para a nossa herança do Universo
Mantenha-se equilibrado.
Seu corpo Espiritual, seu corpo Mental,
seu corpo Emocional e seu corpo Físico,
todos necessitam ser fortes, puros e saudáveis.
Trabalhe o seu corpo Físico
para fortalecer o seu corpo Mental.
Enriqueça o seu corpo Espiritual
para curar o seu corpo Emocional.
Tome decisões conscientes de como você será e como reagirá.
Seja responsável por suas próprias ações.
Respeite a privacidade e o espaço pessoal dos outros.
Não toque as propriedades pessoais de outras pessoas,
especialmente, objetos religiosos e sagrados.
Isto é proibido.
Comece sendo verdadeiro consigo mesmo.
Se você não puder nutrir e ajudar a si mesmo,
você não poderá nutrir e ajudar os outros.
Respeite outras crenças religiosas.
Não force suas crenças sobre os outros.
Compartilhe sua boa fortuna com os outros.
Participe com caridade.

QUE AS FORÇAS DO “GRANDE ESPÍRITO” ESTEJA SEMPRE PRESENTE NA NOSSA VIDA.

 

Deixem aqui seus comentários, sugestões e também ideias de temas para os próximos posts, ficarei feliz em recebê-los…

Gratidão,

Anna Maktub.

Por que nasci em uma família tão difícil?

Qual é a missão que temos tanto pessoal quanto em conjunto dentro da família que nascemos?

post_18setembro

Hoje, como terapeuta, tenho outro olhar e analiso de outra forma a minha família, pois antes eu ficava muito chateada com algumas situações que ocorriam, muitas vezes eu quis “mudar o mundo”, no caso minha família, até perceber que não posso mudar ninguém, que minha evolução é pessoal, e a família é consequência, eu apenas ajudarei quando me ajudo primeiro, egoísmo? não! sabedoria. Eu nasci em uma família, que em parte tem um ponto em comum, as pessoas se desentendem fácil e ficam sem se falar por vezes uma vida inteira!!! E detalhe, por coisas às vezes muito pequenas… analisando mais friamente, tentando me colocar um pouco fora do círculo, vejo que há muita intolerância, falta de perdão, muita falta de diálogo, é muito mais fácil deixar de lado do que conversar e resolver… e será que isso na verdade não seria falta de amor, até mesmo de amor próprio?

Vamos seguir em frente e entender melhor…

Acredito, minha opinião pessoal, que nascemos na família que escolhemos antes de vir ao mundo, nascemos na família que irá nos auxiliar na nossa evolução pessoal…

Como assim, Anna? Eu escolhi uma família que iria me trazer sofrimento?…

Family-662x440

Não! O “sofrimento” fazia parte da sua evolução, você precisava de alguma forma dele para se tornar o que você é… para te ajudar a crescer espiritualmente em um mundo que precisa de mais amor, mas claro que tudo depende de suas escolhas, se você escolhe aprender com tudo ou escolher ser vítima da situação…

Eu mesma me coloquei na situação de vítima por inúmeras vezes, acreditava que não era amada, que as pessoas não me compreendiam, eu nunca fui de ficar quieta, sempre procurava conversar e resolver, e ficava chateada quando deixavam de falar comigo… mas, no lugar de permanecer “vítima”, eu preferi evoluir, e foi rápido mudar minha posição? Não! Mas, todos os dias eu procurava respostas para sair daquela situação, foi em um momento de, agora chega, que resolvi sair do círculo e olhar de fora analisando com outros olhos aquilo que eu via apenas como vitimização…

Saindo da tempestade, a minha visão ficou mais nítida, saindo do caos me aproximei de Deus, e humildemente pedi a Ele que eu pudesse enxergar a minha vida e a minha família com os Seus olhos… e quando olhei novamente, eu já não era eu mesma, eu havia me transformado, eu havia me encontrado, e compreendi que permanecer na tentativa de mudar algo seria impossível se eu permanecesse naquela tempestade, que era hora de sair imediatamente e seguir um caminho de luz. Eu aprendi a ser mais forte, aprendi que os outros verão em mim aquilo que eles querem ver, e não o que realmente sou, pois quando eu estava na tempestade, na minha frente eu via apenas ameaças, raios, trovões… era difícil abrir bem os olhos e ver a real imagem, mas quando fui para o caminho onde havia o sol, tudo ficou mais nítido, eu pude ver realmente a luz que existe em cada um de nós, a luz que também habita em mim…

familia

Vivemos uma vida julgando o outro, acreditando que seus ataques são contra nós, mas na realidade são contra eles mesmos… aprendi com o meu mestre Jesus, que pessoas sábias não são imediatistas em julgar e tão pouco julgam, observam mais do que falam, constroem amor em meio a tempestades, são compreensivas e perdoam… e mesmo sendo coisas difíceis de se ter, não são impossíveis de se preencher, e eu me preenchi desse ensinamento, e coloquei em prática na minha vida…

É importante aprender o que ser com a parte mais sábia e forte, e aprender o que não ser com a parte mais fraca e intolerante, e isso nos torna mais equilibrados, esse é o segredo, usar do aprendizado com a nossa própria família do que ser e do que não ser, e baseado nisso se tornar a sua melhor versão nessa evolução, e sem julgamentos, porque cada um está na sua própria evolução pessoal, precisamos primeiramente evoluir, para nesse momento sermos exemplo para alguém, seja na família ou na sociedade do que realmente ser… se formos o espelho do mestre, seremos o viemos para ser…

Hoje sou mais grata pela família que tenho, cada um na sua particularidade me ensinou muito do que ser e do que não ser, eu escolhi sair do círculo e olhar com os olhos do Mestre… assim me tornei mais leve, não cobro mais nada de ninguém, quero uma vida mais nítida, com mais amor, e ela depende das nossas escolhas…

Escolha o caminho do sol, escolha ver o mundo, as pessoas e a si mesmo com os olhos do Mestre… O mundo está precisando de mais amor, e se ele não existir na base familiar, dificilmente existirá em qualquer outro lugar.

Reflitam com carinho…

 

Deixem aqui seus comentários, sugestões e também ideias de temas para os próximos posts, ficarei feliz em recebê-los…

Gratidão,

Anna Maktub.

 

 

 

 

 

 

 

Acredite no seu coração

Se eu mergulhar em meus pensamentos, encontro todas as estações, encontro todos os sentimentos, encontro você, encontro nós, encontro sonhos, encontro tudo.

solidão-amor-proprio-1030x576

Mas, se eu abrir minhas asas e voar? Eu encontro mais, encontro vida, encontro o agora, eu me encontro.

Me perdi muito tempo na opinião dos outros, travei quando deveria andar, me calei quando deveria falar, andei quando deveria voar, simplesmente porque calei a voz do meu coração, e coração é Divino, e o Divino não erra, e só errei porque escolhi ouvir a voz da imperfeição que eu acreditava ser a certa em um mundo desigual e cego, em um mundo onde se você não “tem”, você não é…

Mas, uma dor imensa pousou nas minhas costas cansadas e curvas e abriu grandes feridas, foi um processo dolorido, mas foi assim que nasceram as minhas asas, mas de tanto olhar em uma só direção e de tanto não me olhar, eu não tinha percebido a presença delas, continuei caminhando como todos, até que me deparei com um abismo e quando olhei para trás na intenção de voltar os monstros que me acompanhavam estavam correndo na minha direção, o que eu faço agora?

Tenha fé… se joga! Eu estou aqui.

Me joguei, abri meus braços e senti que não estava caindo, eu estava voando…

Monstros? Que nada! Eles eram apenas um instrumento Divino para me dar o impulso da coragem.

Acreditei que minha loucura em ser quem sou era errada, que não ser igual a todos era um erro, mas na verdade, eu estava errada, foi só sair do caminho que todos seguiam que me encontrei, me encontrei no voo mais incrível da minha vida, sendo eu mesma, acreditando em mim mesma, porque quando eu sou eu, sou a criatura, criação de Deus, assim como Ele me fez, assim Ele quer que eu seja.

Voe, não permita que digam que é errado voar. Vai doer esse processo? Pode ser que sim… mas, é a dor da mudança, uma dor boa, que estrala todos os ossos do seu corpo e coloca tudo no lugar, você se torna mais flexível na vida, na alma, no coração e na sua mente.

A única opinião importante é daquele que te criou, e Ele te criou para ser o que você é, não importa o que digam, não importa o que pensam, seja você, faça o que veio para fazer.

 

 

Tenham um dia abençoado, leve e cheio de luz…

Deixem aqui seus comentários, ficarei feliz em recebê-los…

Gratidão,

Anna Maktub.

 

Aprendizado para momentos difíceis da vida!

“Eu senti o céu quando meus joelhos se jogaram no chão…”

oracao

Há momentos que nos encontramos na maior escuridão que já podemos presenciar em nossas vidas, e parece que não há saída, e a angustia toma conta de nosso coração, e nossa mente?!?… mente…

Você começa a escutar vozes que dizem que não há o que fazer, apenas sentar e esperar, que a luz só vem para os merecedores, pessoas de sorte, e você encosta suas costas castigadas pelas chicotadas da decepção em uma parede impossível de se ver na escuridão e vai descendo, descendo, descendo e suportando a dor, até estar no chão e não ter mais forças para levantar… o coração dilacerado pela dor vai batendo mais forte na esperança de te levantar e você apenas se joga ainda mais fundo não se achando merecedor de uma luz nessa vida…

Mas, o coração não desiste, e bate ainda mais rápido, e você começa a lembrar que precisa de ajuda, que precisa da ajuda de alguém e não aguenta mais ficar sozinho. Sua voz tenta sair, mas há um nó na garganta tão grande que o som de socorro não sai, você tenta engolir e esse nó não desce. Como eu desci tão baixo na minha dor?  você se pergunta… e se ninguém me escuta e se não consigo gritar o que eu faço?

Ei, se está no chão, se ajoelha! una suas mãos e ore!

Existe uma força muito maior quando achamos que não há esperança, porque todo o nosso corpo e alma e seres do bem estão unidos para nos auxiliar, estão com as mãos esticadas para nos resgatar, mas de tanto olharmos para baixo o que vemos são apenas vermes e sombras…

Ei, se está no chão, se ajoelha! una suas mãos e ore!

Não, não estamos sozinhos, apenas pensamos que estamos, mas NÃO! Existe um exército do bem lutando pela sua vida, e precisam da sua ajuda para liderar… chega de medo, encare seus monstros, você não está sozinho, olhe nos olhos do monstro que te derrubou nesse chão frio e sujo de dor…

Ei, se está no chão, se ajoelha! una suas mãos e ore!

Enquanto lamentamos a nossa existência a vida continua seguindo, e o que fizemos dela enquanto estávamos paralisados pela dor? Qual é seu o propósito aqui? Mesmo que não saiba, apenas viva cada dia de uma vez, e como em estradas haverá curvas, pedras, buracos, então acenda o farol da fé e siga…

Ei, se está no chão, se ajoelha! una suas mãos e ore!

Agora ore de todo o seu coração, com toda a sua fé, por menor que ela seja, acredite, você é amado, nesse mundo existe muitos com a mesma dor e precisam também da sua força, nesse mundo há muitas carroças vazias fazendo barulho e você se incomodando e se culpando, e silenciando, pára de se martirizar… o mundo pode ser cruel sim, mas ele também é cheio de cor e amor, basta procurar, não se importe com meia dúzia enquanto somos bilhões… não se limite

Ei, se está no chão, se ajoelha! una suas mãos e ore!

Existe uma força aí dentro de você que quer você liderando, seu coração tem vida, seus pulmões, tudo ai dentro de você é único e juntos te fazem levantar, existe o visível e o invisível, e aquilo que nossos olhos não podem ver tem muito mais força do que um exército bem preparado…

Ei, se está no chão, se ajoelha! una suas mãos e ore! Mas, levanta e anda…

oracao2

Você não depende dos outros para ser feliz, você pode ser feliz em si mesmo…

Olhe para dentro do seu coração, cure suas feridas, ninguém além de você fará isso, viemos uno nesse mundo para descobrir sozinhos nosso caminho, e quando descobrirmos quem somos, levaremos uma multidão conosco, pois acenderemos a luz por onde houver escuridão…

Ei, se está em pé, se ajoelha! una suas mãos e ore! Depois, levanta e anda…

Existe infinitas possibilidades para você nesse mundo… mas, para isso é preciso olhar além, amar além, sentir além, silenciar e depois? Gritaaaaaaar! Tem muita gente querendo ouvir a tua voz, não se limita enquanto há infinitas possibilidades para ser feliz…

Muita luz e amor a todos vocês que desejam ser feliz…

eu desejo que sejam felizes, muito felizes. Por muitas vezes eu vi a escuridão, mas eu sempre escutei: Ei, se está no chão, se ajoelha! una suas mãos e ore!  E foi isso que eu fiz… e aqui estou gritando para vocês me escutarem e acenderem uma linda luz para o nosso mundo ter mais amor…

 

Tenham um dia abençoado, leve e cheio de luz…

Deixem aqui seus comentários, ficarei feliz em recebê-los…

Gratidão,

Anna Maktub.

E quando tudo parece difícil?!?

Aperta o play e boa leitura 🙂

10

Hoje acordei mais pensativa e silenciosa que o normal, uma mistura de alegria e tristeza… precisamos sentir e ouvir o nosso coração quando ele quer conversar conosco, os sentimentos fazem parte disso, os sentimentos tristes são sinais de algo que não queremos ouvir ou não estamos dando a devida atenção… é momento de silenciar e permitir que seu coração fale, se você não está bem não coloca uma máscara para fingir e guardar o que está sentindo, apenas sinta, permita esse sentimento, chore, grite, jogue para fora, não guarda… quantas vezes precisamos chorar e o que ouvimos é: ei, pare de chorar! Nunca fale isso para alguém que precisa “jogar” o que não está fazendo bem naquele momento, é a válvula de escape do corpo, reações necessárias para renovação…

Renovação, encontrei a palavra…

Renovar significa transformar em novo; fazer com que fique melhor ou como novo, recomeçar; iniciar novamente… e é isso que o meu coração está me pedindo nesse momento, por isso, ele me coloca no estado sentimental, para que eu possa parar por um momento e ouvir a voz do meu coração e da minha alma que rege meu caminho…

Já faz um tempo que estou em um processo de mudanças, grandes mudanças, eu resisti quando elas vieram para a minha vida, porque mudanças doem quando chegam, nos tiram de uma zona de conforto, nos fazem tirar da mala a coragem e jogar fora uma máscara de “sim, está tudo bem!“, é necessário ter coragem de aceitar que um dia podemos estar bem e no outro não, que um dia parece ser fácil e no outro será difícil, que iremos sim nos decepcionar porque criamos expectativas, mas também queremos ser amados assim como amamos, que iremos encontrar não só pedras mas grandes montanhas no caminho e só podemos passar para o outro lado quando escalarmos, há sim caminhos mais fáceis, mas não é certo que chegaremos no outro lado em segurança, como também não é certo que a montanha que vemos é tão difícil de ser escala quanto parece. Vamos aprendendo muito nesse caminho, aprendendo principalmente a nos conhecer…

montanhaNo caminho me incomodei demais com muita coisa e principalmente com a questão que eu deveria ser “perfeita”, não posso errar, não posso sentir medo, não posso fraquejar, não posso gritar, não posso chorar, não posso ter raiva… como não posso???? Posso sim, e isso aprendi no caminho, subindo a montanha, quando estava quase chegando no topo olhei para o lado e vi que tinha uma estrada para chegar do outro lado que quando eu estava lá embaixo eu não vi… como eu não vi?. Eu gritei de raiva, raiva de mim, de não ter pensando um pouco mais e descobrir aquele caminho, mas agora eu já estava aqui em cima… espera… eu estou aqui em cima! eu sentei no topo da montanha e a visão que tive foi a mais perfeita de todas, tudo parecia menor, olhando daqui de cima eu tinha uma visão ampla de tudo e talvez aquele caminho só parecia menor porque eu estava olhando daqui, de cima, e daqui tudo parece menor…

E assim eu aprendi que somente quando estamos lá em cima, com os pensamentos elevados no Criador, na criação, é que conseguimos compreender melhor as coisas, os problemas se tornam menores. Se eu tivesse ido naquele caminho “mais fácil“, eu não teria aprendido isso, e ainda reclamaria que a estrada era longa demais… fato! às vezes a gente reclama demais…

Agora eu tenho uma montanha para descer e seguir o caminho, e por isso meu corpo começou a gritar novamente, eu estava apenas observando e estava confortável novamente, não que eu quisesse ficar ali para sempre, mas eu tinha aprendido a conhecer o topo da montanha tão bem que sair dali se tornou um pouco desconfortável, mas agora meu corpo grita para mudar, para dar um passo à frente, descer da montanha e correr pelos lindos campos que descobri do outro lado, sim, eu vi eles daqui e desejo muito conhecer. Foi tão difícil chegar até aqui, na escalada meu corpo doeu muito, confesso que pensei em desistir no caminho e voltar, mas quando eu pensava em olhar para trás eu tinha recordações de tudo o que passei para chegar até aqui e sentia um mix de tristeza e euforia em saber que estava começando a superar, respirava fundo e não olhava para trás, já bastava meus pensamentos que não me deixavam esquecer, mas em parte se eles não deixavam eu esquecer era a força que eu precisava para não desistir, para me mostrar que eu poderia ser mais do que a minha dor…

Agora, novamente eu senti meus pés no chão e aquelas dores nas costas? descobri que eram apenas minhas asas nascendo… sim, eu posso voar, agora é preciso, CORAGEM!

Respira fundo, aqui de cima nada é tão grande quanto parece, e na verdade pode ser que nem exista, você tem que resolver viver, a vida é um desafio diário, é preciso coragem para enfrentar, é preciso amor para agradecer, é preciso fé para se libertar, é preciso compaixão para ajudar, é preciso acreditar em si, em suas asas, em sua capacidade de ser aquilo que foi feito para ser… então, seja! chegou a hora!

Eu posso voar, eu estou voando agora nesse momento… e você vai voar quando?

Tenham um dia abençoado, leve e cheio de luz…

Deixem aqui seus comentários, ficarei feliz em recebê-los…

Gratidão,

Anna Maktub.

A sua casa interior

Quantas vezes nos perdemos dentro de nós? Quantas vezes nos questionamos e fugimos das respostas? Quantas vezes foi difícil encarar os monstros interiores? Quantas vezes foi difícil olhar no espelho e se encarar? Quantas vezes foi difícil tirar a máscara e admitir quem somos de verdade? Quantas vezes pensamos ser somos loucos em um sonho de vida real, e quantas vezes não sabemos quem somos e aqui dentro uma voz grita, mas ela não fala o mesmo idioma que nós e a compreensão fica quase que impossível…

casa-da-colina-wallpaper-6005

Vivemos em busca da felicidade lá fora, e nos perdemos aqui dentro…

Sabe aquela típica linda casa, com belo jardim, perfeita pintura, e ao abrir a porta é uma enorme bagunça? É assim que muitos de nós nos encontramos… tentamos arrumar lá fora para que todos pensem que, está tudo bem… mas, não deixamos ninguém entrar em casa porque está uma bagunça, e quando inesperadamente vem visitas, se sente tão envergonhado que se esconde, ou diz que não teve tempo para arrumar… se culpa…

E é assim que vamos levando, a falta de tempo nos faz varrer toda nossa sujeira para baixo do tapete, pois seria constrangedor que nossos “vizinhos” vissem a quantidade de sacos de lixo que temos para jogar fora, o que eles imaginariam? Que somos desorganizados…

Mas, existe um momento, que você se depara com o espelho e se olha, olha no fundo dos seus olhos e encara seus monstros, e descobre que eles são tão pequenos, pois se estão dentro de você, menor que você eles são, mas você deu poder a eles, e eles cresceram em sua mente…

Então, abra a porta da sua casa e deixa o sol entrar, chegou a hora de limpar todos os cômodos, um por um, jogar fora o que deve ficar no passado e não te acrescentou em nada, reciclar aquilo que foi bom mas hoje deve ser diferente, e trocar alguns móveis de lugar ou comprar alguns novos. Percebi que mais é menos, e nossa casa interior pode ser mais espaçosa se tirarmos o que não usamos mais, e cuidar todos os dias para que novas sujeiras não se acumulem…

casa

E os outros? Comece a preservar aqueles que te acrescentam, e deixe os que não te fazem bem… pois, as pessoas vão ver em você apenas o que elas querem ver e não o que você é, por isso, se importe mais com o que está fazendo da sua vida, da sua casa interior e daqueles que fazem parte de tudo que há em você e para você… a vida é muito efêmera, piscamos e, se foi…

E o que viemos fazer aqui realmente?

Viemos construir a nossa casa interior, às vezes não temos muita experiência na construção, e é necessário demolir e construir novamente com fortes alicerces que somente o aprendizado e a humildade de compreensão do que é realmente a vida nos faz aprender o passo a passo para não errar novamente. Mas, também precisamos aprender que não se coloca o telhado antes das paredes, então haverá algumas tempestades que deveremos enfrentar durante a construção, podemos ficar encharcados e pesados demais, e vai ser necessário parar e esperar o sol para se secar e o vento para trazer a leveza, e nesse tempo aprender com a paciência “que muito nos falta, e me falta também…”, é assim a construção interior, tão igual quanto a construção de uma casa. Preste atenção nos pedreiros que irá contratar para te ajudar, mas não se esqueça você deve escolher como ficarão os seus cômodos, que cor irá usar, se haverá cortinas ou não, pois quem irá habitar para sempre nessa casa, é você, apenas você… faça da sua casa interior o melhor lugar para se morar, para que não queira nunca se mudar ou achar que qualquer outra casa possa ser melhor…

Eis o segredo da casa interior… é preciso participar da sua construção, só assim poderá se amar.

 

Deixem aqui seus comentários, ficarei feliz em recebê-los…

Gratidão,

Anna Maktub.

O que é real?

Hoje uma amiga me perguntou sobre o meu livro, que está quase pronto #feliz, e ela que sabe um pouco sobre a história, pois é uma das pouquíssimas pessoas que contei sobre, ela me falou que lembrou de um mundo lúdico como o da Alice no país das maravilhas lendo o prefácio e que ela ficou se questionando sobre o que é real nessa vida?… e foi nesse momento que comecei a pensar… que bacana, era nisso mesmo que queria chegar, funcionou, no prefácio ela já se questionou sobre algo que o meu livro intencionalmente nos leva a refletir… então, pergunto… o que é real e o que não é real para você?

Captura de Tela 2017-06-15 às 18.53.44

O livro que mais aprecio é um de um grande professor de matemática do século 19 e que poucos conhecem seu verdadeiro nome, Charles Lutwidge Dodgson, pois é conhecido pelo seu pseudônimo, Lewis Carroll … “eu também uso um pseudônimo”, mas essa não é a questão nesse momento rsrs…

O que é a realidade? Muitos diriam que realidade, é aquilo que se vê e aquilo que se sente…

Por isso, gosto de contar uma história…

O grande mestre taoísta Chuang Tzu, depois de caminhar muito durante um dia ensolarado, deitou-se debaixo de uma amoreira e caiu em um sono profundo.

Começou a sonhar que era uma borboleta, passeando pelos campos que acabara de percorrer, vendo as mesmas coisas que vira durante aquele dia.

Acordou de repente, e disse para si mesmo:

“Estou diante do problema filosófico mais complicado da minha vida. Quem sou eu?”

“Sou um homem que sonhou que era uma borboleta? Ou sou uma borboleta sonhando que transformou-se em um homem?”


O que é realidade?

Na história da Alice, ela cai em um buraco, o que representa um “nascimento”, onde a vida começa, e lá existe medos, existe o coelho que insiste em mostrar que o tempo passa rápido demais, existe uma rainha má que vive cortando cabeças apenas pq deseja realizar suas vontades e mostrar o seu poder, existe muito do que vivemos…

Agora, para refletirmos… antes dela cair nesse buraco ela já não vivia em um mundo real?

O que é real?

Muitas vezes tudo isso parece conversa de loucos, não é? Mas, quem é louco? São os que achamos ser loucos? Ou somos loucos em acreditar que eles são?

Deixem aqui seus comentários, ficarei feliz em recebê-los…

Gratidão,

Anna Maktub.

Vídeo Recomendado:

 

E quando precisamos dar um passo para trás?

Quantas vezes na vida desejamos tanto algo, mas estamos tão na beira que não temos impulso para chegar no lugar que queremos?

Captura de Tela 2017-06-06 às 11.18.09

É nesse momento que precisamos ter a humildade de dar um, dois, três passos para trás ou quantos forem necessários para ter o impulso certo para chegar lá…

E voltando podemos descobrir coisas que deixamos de ver quando passamos rápido demais e que serão de grande aprendizado do outro lado.

Não adianta querer ir para o outro lado sem impulso, pois certamente cairá e para subir é mais difícil, machucado, fraco, sozinho e no escuro faltará forças rapidamente durante a escalada, mas não é impossível, somente mais difícil.

Sempre que precisamos voltar para trás, já começamos a imaginar o que vão pensar? Já vem os pensamentos de derrota, de fraqueza… e na verdade somente os fortes são humildes o bastante para admitir que precisam de mais força e mais impulso…

E quanto as opiniões?!?… Liberte-se

Não viva dando explicações para cada coisa que você faz: essa é uma fonte de estresse desnecessária. Não há necessidade de justificar o seu jeito de ser a quem já julga você por ser diferente, por ser único. Quem o ama o respeita. Portanto, evite cair na cultura do “o que vão dizer” e proteja a sua intimidade e as suas crenças.
Uma coisa que caracteriza a sociedade atual é que existem padrões para tudo: desde o aspecto físico até o que se considera “biologicamente” normal, como se casar, ter filhos, etc. A pressão social e inclusive familiar nos obriga frequentemente a ter que dar explicações para cada coisa que fazemos (ou que decidimos não fazer).


Pratique a liberdade pessoal e a arte da assertividade. Deixe de dar explicações sobre tudo o que você faz: quem gosta de você não precisa disso, e quem não respeita você entenderá o que quiser.

As pessoas vão ver em você o que elas querem ver e não quem você realmente é, por isso se aproxime Daquele que não te julga porque é quem verdadeiramente conhece o seu coração.

Não tenha medo de voltar, o seu impulso será ideal para a sua evolução e pode acontecer que quando você abrir os olhos sem o medo de quando estava em frente ao precipício, descubra que naquele grande buraco foi construido uma ponte para você passar…

Tudo na vida são escolhas, e se você escolhe viver pelo seu coração e não pelo julgamento de outros, você vencerá!

 

Deixem aqui seus comentários, ficarei feliz em recebê-los…

Gratidão,

Anna Maktub.

Seja uma semente de tamareira.

Seja uma semente de tamareira.

Captura de Tela 2017-05-30 às 11.20.57

Algumas pessoas perdem a fé diante as dificuldades da vida
acham que foram abandonados por Deus, que nada do que fazem dá certo e que tudo é sempre dor e sofrimento.

Caso uma semente de tamareira pudesse olhar para si mesma
talvez ela se achasse pequena e inútil, mesmo assim ela não questiona a vontade de Deus, cumpre o que lhe foi reservado.

Se plantarmos uma muda dessa árvore, logo logo ela estará dando frutos mas, se usarmos a semente ela pode levar muitos anos até frutificar. Mesmo assim ela não se importa, simplesmente ela se deixa plantar na terra, ela brota e se torna aquilo que ela deve ser e como a semente de tamareira nós devemos continuar acreditando, até nos tornarmos aquilo que Deus planejou para nós.

Acontecem coisas na vida que tem um significado muito maior do que esse que podemos enxergar agora.

Somente aqueles que fazem a vontade de Deus, podem ver Deus em suas vidas!

Quando nos submetemos ao seu chamado, passamos a fazer parte do plano divino, porque Deus tem um plano para cada um e nós!
Tenha fé, e seja paciente assim como a semente de tamareira.

 

 

Tenham um dia abençoado, leve e cheio de luz…

Deixem aqui seus comentários, ficarei feliz em recebê-los…

Gratidão,

Anna Maktub.

Está na hora de mudar!

Captura de Tela 2017-05-30 às 10.30.01

Porque reclamamos tanto e fazemos tão pouco? É muito barulho para pouco silêncio, reflexão e sabedoria. O problema está no governo, no mundo, nas coisas, mas você continua sendo o MESMO, sem ação? O problema está na chuva ou no sol quente demais? Vai continuar culpando a Deus? Ou culpar ao próximo? Vai continuar enxergando só para fora? Está na SUA, na MINHA, na NOSSA hora de mudar, assumir quem somos, o que fazemos…
Quando tiramos nossas pesadas armaduras do ego e abrimos nossas asas da leveza e da compaixão, podemos ser muito melhor, mais leves. É lindo ver a imagem de um guerreiro com sua grande armadura, mas ele precisava dela para lutar e se proteger. Mas saiba, que quanto maior a armadura, mais frágil é o ser que a habita… Quando nos amamos, podemos amar ao próximo, mas enquanto ainda nos envenenamos com tantos sentimentos pesados, tudo se torna sombra e qualquer brilho vai irritar os olhos de quem vive na escuridão.


Quando podemos “voar”, podemos enxergar tudo de outro ângulo, e assim tudo o que era um enorme problema, se torna pequeno, se torna solução, e se tem solução, na verdade nunca foi um problema… Ser verdadeiro primeiramente consigo mesmo, te faz verdadeiro com o mundo, e se realmente quer mudar alguma coisa nesse mundo, comece por si mesmo, por isso não crio mais expectativas, apenas faço a minha parte… Se você que que seu país seja melhor, não pense que tem que mudar só o governo, pois mesmo que Dalai Lama se tornasse presidente do seu país, o povo sendo o mesmo, o seu país continuaria sendo o MESMO… O que tem que mudar são as pessoas, o que tem que mudar é a mentalidade, as crenças, o caráter, o que tem que mudar é interno, é na alma, e se cada um fizer a sua parte, um todo será mudado. Estamos ligados por uma linha invisível e mesmo que você não a veja, todos os seus movimentos inferem àqueles que estão ligados nela, estamos todos ligados de uma forma Divina e única, porque não somos bilhões, somos apenas um… precisamos dessa união, e para isso é preciso pensar como um…

Reescreva sua vida, mude, pois a velha energia está morrendo, tudo está mudando, uma nova energia está nascendo neste planeta. Faça parte dessa mudança com alegria no coração, coloque Deus a frente da sua vida e bênçãos cairão do céu sobre seu caminho.

Vamos viver sem julgamentos, vamos viver sabendo que existe um BEM maior, sabendo que todos temos uma missão especial aqui e agora. A maior doença da humanidade é falta de amor e de compaixão, – o excesso de ego. Cada célula do seu corpo luta para sua mudança, luta para sua felicidade, luta para que saiba qual é a sua missão nessa terra, luta para que você seja mestre do seu corpo, da sua mente e da sua vida. Seja sábio, peça sabedoria. Inteligência te leva a algum lugar, SABEDORIA te leva a todos lugares que realmente você deve estar.

Em que lugar você está agora?

 

Tenham um dia abençoado, leve e cheio de luz…

Deixem aqui seus comentários, ficarei feliz em recebê-los…

Gratidão,

Anna Maktub.