E quando tudo parece difícil?!?

Aperta o play e boa leitura 🙂

10

Hoje acordei mais pensativa e silenciosa que o normal, uma mistura de alegria e tristeza… precisamos sentir e ouvir o nosso coração quando ele quer conversar conosco, os sentimentos fazem parte disso, os sentimentos tristes são sinais de algo que não queremos ouvir ou não estamos dando a devida atenção… é momento de silenciar e permitir que seu coração fale, se você não está bem não coloca uma máscara para fingir e guardar o que está sentindo, apenas sinta, permita esse sentimento, chore, grite, jogue para fora, não guarda… quantas vezes precisamos chorar e o que ouvimos é: ei, pare de chorar! Nunca fale isso para alguém que precisa “jogar” o que não está fazendo bem naquele momento, é a válvula de escape do corpo, reações necessárias para renovação…

Renovação, encontrei a palavra…

Renovar significa transformar em novo; fazer com que fique melhor ou como novo, recomeçar; iniciar novamente… e é isso que o meu coração está me pedindo nesse momento, por isso, ele me coloca no estado sentimental, para que eu possa parar por um momento e ouvir a voz do meu coração e da minha alma que rege meu caminho…

Já faz um tempo que estou em um processo de mudanças, grandes mudanças, eu resisti quando elas vieram para a minha vida, porque mudanças doem quando chegam, nos tiram de uma zona de conforto, nos fazem tirar da mala a coragem e jogar fora uma máscara de “sim, está tudo bem!“, é necessário ter coragem de aceitar que um dia podemos estar bem e no outro não, que um dia parece ser fácil e no outro será difícil, que iremos sim nos decepcionar porque criamos expectativas, mas também queremos ser amados assim como amamos, que iremos encontrar não só pedras mas grandes montanhas no caminho e só podemos passar para o outro lado quando escalarmos, há sim caminhos mais fáceis, mas não é certo que chegaremos no outro lado em segurança, como também não é certo que a montanha que vemos é tão difícil de ser escala quanto parece. Vamos aprendendo muito nesse caminho, aprendendo principalmente a nos conhecer…

montanhaNo caminho me incomodei demais com muita coisa e principalmente com a questão que eu deveria ser “perfeita”, não posso errar, não posso sentir medo, não posso fraquejar, não posso gritar, não posso chorar, não posso ter raiva… como não posso???? Posso sim, e isso aprendi no caminho, subindo a montanha, quando estava quase chegando no topo olhei para o lado e vi que tinha uma estrada para chegar do outro lado que quando eu estava lá embaixo eu não vi… como eu não vi?. Eu gritei de raiva, raiva de mim, de não ter pensando um pouco mais e descobrir aquele caminho, mas agora eu já estava aqui em cima… espera… eu estou aqui em cima! eu sentei no topo da montanha e a visão que tive foi a mais perfeita de todas, tudo parecia menor, olhando daqui de cima eu tinha uma visão ampla de tudo e talvez aquele caminho só parecia menor porque eu estava olhando daqui, de cima, e daqui tudo parece menor…

E assim eu aprendi que somente quando estamos lá em cima, com os pensamentos elevados no Criador, na criação, é que conseguimos compreender melhor as coisas, os problemas se tornam menores. Se eu tivesse ido naquele caminho “mais fácil“, eu não teria aprendido isso, e ainda reclamaria que a estrada era longa demais… fato! às vezes a gente reclama demais…

Agora eu tenho uma montanha para descer e seguir o caminho, e por isso meu corpo começou a gritar novamente, eu estava apenas observando e estava confortável novamente, não que eu quisesse ficar ali para sempre, mas eu tinha aprendido a conhecer o topo da montanha tão bem que sair dali se tornou um pouco desconfortável, mas agora meu corpo grita para mudar, para dar um passo à frente, descer da montanha e correr pelos lindos campos que descobri do outro lado, sim, eu vi eles daqui e desejo muito conhecer. Foi tão difícil chegar até aqui, na escalada meu corpo doeu muito, confesso que pensei em desistir no caminho e voltar, mas quando eu pensava em olhar para trás eu tinha recordações de tudo o que passei para chegar até aqui e sentia um mix de tristeza e euforia em saber que estava começando a superar, respirava fundo e não olhava para trás, já bastava meus pensamentos que não me deixavam esquecer, mas em parte se eles não deixavam eu esquecer era a força que eu precisava para não desistir, para me mostrar que eu poderia ser mais do que a minha dor…

Agora, novamente eu senti meus pés no chão e aquelas dores nas costas? descobri que eram apenas minhas asas nascendo… sim, eu posso voar, agora é preciso, CORAGEM!

Respira fundo, aqui de cima nada é tão grande quanto parece, e na verdade pode ser que nem exista, você tem que resolver viver, a vida é um desafio diário, é preciso coragem para enfrentar, é preciso amor para agradecer, é preciso fé para se libertar, é preciso compaixão para ajudar, é preciso acreditar em si, em suas asas, em sua capacidade de ser aquilo que foi feito para ser… então, seja! chegou a hora!

Eu posso voar, eu estou voando agora nesse momento… e você vai voar quando?

Tenham um dia abençoado, leve e cheio de luz…

Deixem aqui seus comentários, ficarei feliz em recebê-los…

Gratidão,

Anna Maktub.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: